Mundo

Von der Leyen quer avançar com “investimento substancial” em África na cimeira

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, disse hoje ambicionar um acordo sobre "investimento substancial" em África durante a cimeira da União Europeia (UE) com União Africana (UA) em Bruxelas, para inverter os "danos da covid-19".

“Na cimeira, iremos discutir um investimento substancial para inverter os danos da covid-19 e para dar aos jovens africanos a educação que merecem. 2022 é o Ano Europeu da Juventude e, por isso, trabalhemos em conjunto para que o seja também para os africanos”, afirmou Ursula von der Leyen.

Intervindo por videoconferência no 7º Fórum Empresarial UE-África 2022, um dia antes de os dirigentes da União Europeia e da UA, bem como dos respetivos Estados-membros, se reunirem em Bruxelas para a sexta cimeira conjunta, a líder do executivo comunitário disse esperar que o encontro de alto nível permita “criar novas ligações entre os povos para apoiar a África e para a Europa a curar e recuperar”.

“E, após a cimeira, caberá aos povos africano e europeu tirar o máximo partido destas novas ligações”, acrescentou.

Relativamente à pandemia, e um dia após o anúncio de doação de 100 milhões de euros às entidades reguladoras africanas de medicamentos para melhorar a segurança sanitária, Ursula von der Leyen apontou que a medida irá permite ao continente africano “produzir os seus próprios produtos farmacêuticos”.

“E este esforço só será bem sucedido se tanto o setor público como o privado do país, por exemplo melhorando a regulamentação e os sistemas de saúde, mas também transferindo tecnologia médica e, claro, abrindo instalações em África”, elencou.

Até agora, Bruxelas já mobilizou cerca de três mil milhões de euros para o mecanismo de acesso a vacinas contra a covid-19, Covax, o equivalente a cerca de 400 milhões de doses.

A UE é também uma das maiores doadoras de vacinas a África, tendo mobilizado, juntamente com os Estados-membros, mais de 130 milhões de doses para os países africanos e intensificado o apoio à administração de vacinas.

“O nosso objetivo é levar este número a mais de 450 milhões de doses de vacinas doadas até ao verão. Penso que partilhar vacinas é sinal de nos preocupamos e partilhar tecnologias e capacidades é ainda mais importante”, salientou Ursula von der Leyen.

Fonte: Agência Lusa

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker