Economia

Remuneração bruta mensal cresce 3,4% para 1361 euros em 2021

Na Administração Pública, o INE divulgou que a remuneração total aumentou 0,7% para 1911 euros em 2021.

A remuneração bruta mensal média por trabalhador português registou um aumento homólogo 3,4% em 2021, para 1361 euros, revelou esta quinta-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE).

No ano passado, a remuneração bruta regular média por trabalhador, a qual exclui subsídios de férias e Natal, sendo, portanto menos sazonal, aumentou 3,1% para 1106 euros, enquanto a remuneração bruta base média subiu 2% para 1039 euros.

Apesar de ter havido um aumento de mais de 3% em 2021, se se analisar apenas o último trimestre do ano, verifica-se que, embora o salário médio tenha subido 1,9%, para 1507 euros, esta evolução representou um abrandamento.

“Em termos reais, tendo como referência a variação do Índice de Preços do Consumidor, as remunerações médias total e regular por trabalhador diminuíram 0,5% e 0,1%, respectivamente”, justifica o INE.

Segundo os dados divulgados, em 2021 a remuneração total mais alta observou-se nas actividades de electricidade, gás, vapor, água quente e fria e ar frio (3091 euros) e nas actividades financeiras e de seguros (2602 euros), resultado de aumentos de 0,8% e 1,7%, respectivamente, comparando com o ano anterior, adianta.

A remuneração total foi, no entanto, mais baixa nas actividades de agricultura, produção animal, caça, floresta e pesca (855 euros) e nas actividades de alojamento, restauração e similares (881 euros).

O INE refere ainda que nestas actividades, contudo, a remuneração total aumentou 5,3% e 6,1%, respectivamente, face ao ano anterior.

É referido ainda que no ano passado, a remuneração total variou entre 885 euros (nas empresas até quatro trabalhadores) e 1686 euros nas empresas com 250 a 499 trabalhadores.

Já nas empresas com 500 ou mais trabalhadores, a remuneração total foi um pouco inferior (1634 euros).

Além disso, refere que a remuneração média por trabalhador nas empresas que empregam entre 50 a 99 trabalhadores esta foi de 1351 euros) situando-se mais próxima do total da economia (1361 euros).

Quanto à Administração Pública, o INE refere que a remuneração total aumentou 0,7% no ano passado, ao passar de 1898 euros em 2020 para 1911 euros em 2021.

Este aumento “foi inferior ao registado no ano anterior (2,7%) e ao observado no sector privado da economia (4,3% – de 1193 para 1245 euros), assinala.

Além disso explica que “as diferenças nos níveis remuneratórios médios entre o sector das Administrações Públicas e o sector privado reflectem, entre outras, diferenças no tipo de trabalho realizado e nas qualificações dos trabalhadores que os integram”.

Por isso, os trabalhadores do sector das Administrações Públicas tenham, em média, níveis de escolaridade mais elevados.

O INE realça ainda que entre 2014 e 2021, a remuneração total aumentou 16% para 1361 euros, sendo que, no mesmo período, a Remuneração Mensal Mínima Garantida (RMMG) aumentou 37,1%.

Fonte: Público

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker