Economia

Bitcoin cai para 30 mil dólares — menos de metade do recorde atingido em Abril

Bitcoin estava já sob pressão depois de Elon Musk ter revelado que a Tesla iria deixar de aceitar a moeda digital como forma de pagamento pelos seus produtos devido ao impacto ambiental. Na terça-feira, a China proibiu os bancos e sistemas de pagamento de oferecerem serviços em criptomoedas.

A Bitcoin e a Ethereum, a segunda criptomoeda mais popular, caíram esta quarta-feira para os valores mais baixos dos últimos três meses e meio e estão a caminho de registar a maior retracção diária desde Março do ano passado, depois de a China ter proibido os bancos e sistemas de pagamento de oferecerem serviços em criptomoedas.

A Bitcoin estava já sob pressão depois de o presidente da Tesla Elon Musk — que, em Fevereiro, anunciou a compra de 1,5 mil milhões de dólares nesta criptomoeda — ter revelado que a fabricante de carros eléctricos iria deixar de aceitar a moeda digital como forma de pagamento pelos seus produtos devido a questões relacionadas com o impacto ambiental. O posterior anúncio da China afundou ainda mais a Bitcoin, levando-a a atingir um valor mínimo de 30.066 dólares.

Esta criptomoeda caiu 54% de um valor recorde de 64.895 dólares atingido a 14 de Abril, estando também a caminho de registar a primeira retracção mensal desde Novembro de 2018.

“A queda brusca do preço da Bitcoin não deve ser um choque para o mercado”, afirma Gavin Smith, presidente executivo do consórcio de criptografia Panxora.

“Qualquer activo que tenha subido tanto como a Bitcoin no ano passado pode registar retrocessos à medida que alguns investidores retiram os lucros, como estamos a ver actualmente. Embora, muitas vezes, seja uma oportunidade de investimento brilhante, os investidores devem lembrar-se que a Bitcoin ainda é uma classe de activos emergente e continuará a registar grandes variações de preço”, acrescenta.

Porém, a Bitcoin não foi a única criptomoeda a registar quedas de valor. O Ethereum caiu para 1850 dólares, o valor mais baixo desde o final de Janeiro. Depois de atingir um valor recorde a 12 de Maio, o Ethereum caiu 57%. Já a dogecoin caiu quase 26% para um valor de 0,35 dólares, de acordo com o site especializado Coingecko.

Registou-se também uma queda no sector tecnológico, com as acções da Tesla a caírem 3,8% para 555,83 dólares. Já as acções da Coinbase, um serviço de compra e venda de criptomoedas, baixaram 7,4% esta quarta-feira.

A queda nos preços das criptomoedas foi impulsionada, na semana passada, pela decisão de Elon Musk de deixar de aceitar Bitcoins como forma de pagamento, sendo que as suas publicações subsequentes na rede social Twitter causaram ainda mais confusão sobre o tema.

O anúncio da China na terça-feira de que irá proibir instituições financeiras e empresas de pagamento de fornecerem serviços em criptomoedas impulsionou ainda mais esta queda, com a China a alertar também os investidores contra a negociação especulativa das moedas digitais.

Segundo analistas do JP Morgan, os investidores podem estar também a trocar a Bitcoin por ouro, que subiu quase 6% este mês.

Fonte: Público

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker