Actualidade

Áustria anuncia que vai receber portugueses nos cuidados intensivos. Alemanha envia médicos e equipamentos para Portugal

A medida foi tomada depois de o chanceler austríaco oferecer a ajuda da Áustria a António Costa. Kurz não avançou quantos pacientes vão ser recebidos. O Ministério da Defesa alemão informa que o país vai enviar médicos e equipamentos das forças armadas para Portugal.

O chanceler austríaco, Sebastian Kurz, anunciou este domingo através do Twitter que o seu país vai receber doentes portugueses em cuidados intensivos por covid-19, em sinal de “solidariedade europeia”, refere a agência EFE.

A medida foi tomada depois de Kurz oferecer a ajuda da Áustria numa conversa telefónica com o primeiro-ministro português, António Costa. Kurz não avançou quantos pacientes a unidade de cuidados intensivos da Áustria vai receber e a agência de notícias Apa adianta que os dados serão divulgados pelas autoridades de saúde portuguesas.

Também as forças armadas alemãs vão enviar equipas médicas e equipamentos para Portugal, confirmou o Ministério da Defesa este domingo. Um porta-voz do Ministério da Defesa disse à Reuters que os detalhes devem ser anunciados no início desta semana. Na semana passada, a agência Lusa avançou, citando fonte do Ministério da Defesa, que os governos português e alemão estavam a avaliar a possibilidade de transferência para a Alemanha de alguns doentes não-covid que precisem de cuidados intensivos, a fim de libertar camas.

A possibilidade de transferir doentes para outros países foi confirmada pela ministra da Saúde, Marta Temido, na segunda-feira. A governante disse que o Governo estava a “accionar todos os mecanismos” à sua disposição a nível internacional face à situação da pandemia. O objectivo é garantir a melhor assistência aos doentes com covid-19.

O chefe de governo austríaco recordou este domingo que o seu país já havia recebido doentes de Itália, França e Montenegro para ajudá-los durante os picos da pandemia.

A terceira vaga colocou Portugal no limite das suas capacidades hospitalares e este sábado foram registadas 293 mortes. Desde o início da pandemia, mais de 12 mil mortes foram contabilizadas em Portugal, 5 mil delas apenas em Janeiro.

A Áustria, por seu lado, encontra-se no seu terceiro confinamento parcial desde o dia 26 de Dezembro, com o comércio não essencial encerrado e com restrições nas deslocações. A medida permitiu reduzir os contágios para cerca de 1500 diários. Num país de 8,9 milhões de habitantes a incidência acumulada de sete dias é de 107 casos positivos por 100 mil habitantes, o que permitiu libertar muitas camas hospitalares. As mortes desde o início da pandemia ultrapassam as 7600.

Questionado sobre estas operações, o Ministério da Saúde não deu pormenores. Respondeu apenas que “todas as hipóteses estão a ser consideradas no sentido de continuar a assegurar os cuidados de saúde aos portugueses. Num quadro de apoio externo, os mecanismos de cooperação europeia são obviamente uma possibilidade, em função da evolução que se vier a verificar”.

Fonte: Público

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker