Mundo

EUA. Morreu mulher que foi baleada durante a invasão do Capitólio

Centenas de apoiantes de Donald Trump invadiram esta quarta-feira o Capitólio, levando à interrupção da certificação dos resultados das eleições presidenciais que decorria no Congresso.

Uma mulher que foi baleada dentro do edifício do Capitólio dos Estados Unidos, durante a invasão ao Congresso norte-americano por centenas de apoiantes de Donald Trump, acabou por morrer no hospital, confirmou a polícia de Washington na noite desta quarta-feira.

A vítima não foi identificada nem foi divulgada ainda qualquer informação sobre quem poderá ter disparado. O chefe da polícia metropolitana de Washington, Robert J. Contee, revelou que a mulher era uma “civil” e que os membros do seu departamento estão a liderar a investigação à morte, avança o diário The New York Times.

Dustin Sternbeck, porta-voz do departamento da polícia, confirmou ao mesmo jornal que a morte foi declarada num hospital local, não tendo avançado mais detalhes.

Segundo o New York Times, um vídeo publicado no Twitter esta quarta-feira mostra um aparente tiroteio no Capitólio e uma mulher dentro do edifício que, envolta numa bandeira, caiu no chão junto a uma escadaria após um estrondo, ouvindo-se ainda gritos de pessoas que chamavam a “polícia” e questionavam onde a mulher tinha sido atingida.

Centenas de apoiantes de Trump invadiram o Capitólio esta quarta-feira, levando à interrupção da certificação dos resultados das eleições presidenciais que decorria no Congresso. Após confrontos com a polícia, os invasores entraram nas instalações e lavaram à evacuação do Capitólio, com os senadores e congressistas a serem acompanhados pela polícia.

Há ainda relatos de vários polícias feridos e o FBI revelou que desactivou dois engenhos explosivos e que foi aberta uma investigação. As autoridades utilizaram granadas de fumo e gás lacrimogéneo para dispersar os invasores que partiram várias janelas e que, segundo a NBC, pretendiam passar a noite no interior do edifício. Contudo, algumas horas depois, as autoridades anunciaram que a situação estava controlada e que o Capitólio estava “seguro”.

A Casa Branca anunciou que a Guarda Nacional, os serviços secretos e outras forças federais foram mobilizadas, enquanto a mayor de Washington, Muriel Bowser, decretou um recolher obrigatório na cidade a partir das 18h locais (23h em Portugal continental).

Robert J. Contee revelou ainda que a polícia apreendeu cinco armas de fogo e deteve pelo menos 13 pessoas durante a invasão ao Capitólio.

Fonte: Público

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker