Sociedade

Toyota promete SUV eléctrico que carrega em 10 minutos

A Toyota, a marca que mais vende no mundo, é líder nos híbridos, mas figura entre as mais atrasadas nos eléctricos. Daí a surpresa ao anunciar um SUV com baterias sólidas que carrega em 10 minutos.

A Toyota anunciou que vai apresentar um SUV eléctrico equipado com baterias sólidas capaz de recarregar em apenas 10 minutos. É certo que o construtor japonês revelou em 2017 que iria começar a dedicar-se às baterias sólidas, assim chamadas por, entre outras soluções tecnológicas, trocarem o electrólito líquido por um sólido, perseguindo maior densidade, menores custos, maior número de ciclos e uma capacidade de recarregar mais depressa, ao aceitar maiores potências sem aquecer e correr riscos de incêndio. Mas daí a surgir com uma bateria deste tipo funcional, pouco mais de três anos depois, é uma surpresa para a indústria.

A notícia foi avançada pelo Nikkei Asia, que confirmou junto do fabricante que este pensa apresentar um protótipo operacional já em 2021, para depois surgir com o veículo no mercado no início da década, ou seja, antes de 2025. Entre os objectivos da Toyota, destaca-se uma autonomia de 500 km e a capacidade de recarregar de 0 a 100% em somente 10 minutos. Um verdadeiro recorde, pois se todos os fabricantes de baterias perseguem uma solução tecnológica que lhes permita ultrapassar as dificuldades que as baterias sólidas colocam, nenhum pensa chegar ao mercado antes de 2025 e nunca com esta rapidez de carga, ficando-se por 0-80% em 15 minutos, sabendo-se que os últimos 20% num acumulador são mais lentos de recarregar.

De acordo com o Nikkei Asia, a Toyota pretende não só ser “a primeira marca a apresentar um carro eléctrico com baterias sólidas”, como visa oferecer ainda neste seu inovador modelo “uma autonomia que seja o dobro da anunciada por um modelo que monte baterias de lítio convencionais”. Ora esta promete ser uma tarefa ciclópica, uma vez que em 2021 vão surgir no mercado dois modelos com pelo menos 1000 km de autonomia, o que obrigará o SUV eléctrico da Toyota a apontar a uns pouco prováveis 2000 km. Por outro lado, o construtor japonês menciona também uma autonomia de 500 km, um valor que hoje já é ultrapassado, por exemplo, pelos Tesla, pela VW (com o ID.3 e ID.4) e pela Ford, com o Mustang Mach-E.

Fonte: Observador

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker