ActualidadeDesporto

Miguel Oliveira garante primeira pole position em MotoGP

Piloto português consegue primeiro objectivo em Portimão e sai na frente para o último Grande Prémio de 2020.

Miguel Oliveira garantiu este sábado a primeira pole position da carreira em MotoGP no Grande Prémio de Portugal, pelo que amanhã sairá da primeira linha da grelha do Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão, graças ao extraordinário tempo (1m38,892s) conquistado na qualificação.

O piloto cumpriu, assim, o primeiro objectivo na última prova do Mundial de 2020, garantindo uma importante vantagem para conquistar um lugar no pódio ou, idealmente, a segunda vitória da temporada.

Miguel Oliveira bateu nos instantes finais da sessão a dupla vinda da Q1, com Cal Crutchlow (Honda) e Franco Morbidelli (Yahama) a garantirem os dois melhores tempos da Q1, e ainda o principal candidato à pole, o australiano Jack Miller.

Franco Morbidelli esteve, aliás, na iminência de alcançar a terceira pole da época, segunda consecutiva depois de ter sido o mais rápido no GP da Comunidade Valenciana. O italo-brasileiro foi batido por 44 milésimos de segundo (1m38,936s), depois de ter sido o primeiro a rodar no segundo 38.

Crutchlow, que se despede da MotoGP (será o piloto de testes da Yahama), acabou por cair para a segunda linha, superado por Jack Miller (Pramac), com 1m39,038s, a 146 milésimos de Oliveira.

Com o campeão do mundo, Joan Mir (Suzuki), excluído do grupo da frente, Miguel Oliveira já alcançara o segundo melhor tempo nas terceira e quarta sessões de treino, que, de resto, liderou até aos segundos finais de cada uma, tendo sido superado por Jack Miller e Pol Espargaró por escassos milésimos.

Desta feita, ninguém superou o “Falcão”, que no final, ainda a assimilar a proeza e as felicitações de toda a equipa, justificou o resultado com o prazer que retirou da pista algarvia.

“A chave para esta performance esteve no enorme prazer de pilotar neste circuito. Conseguir a primeira pole em Portugal é realmente muito bom. Agora vou tentar continuar forte para poder completar o trabalho na corrida”, destacou Miguel Oliveira, em declarações à SportTV, agradecendo ainda ao vento português, que acabou por dar uma pequena ajuda.

Orgulhoso, o pai do piloto português disse que já “esperava” este desfecho. “Esteve sempre muito confiante e tranquilo todo o fim-de-semana. A pole foi a cereja no topo do bolo. Acredito que tem grandes probabilidades de vencer”, concluiu.

Fonte: Público

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close