Desporto

Miguel Oliveira com melhor qualificação de sempre em MotoGP

Piloto português alcança quinto melhor tempo e irá dividir a segunda linha da grelha de partida com Valentino Rossi.

Depois de ter igualado o melhor resultado da carreira em MotoGP, há uma semana, na estreia da temporada de 2020, com o oitavo lugar, Miguel Oliveira alcançou neste sábado a sua melhor qualificação na categoria rainha do motociclismo de velocidade. Pela primeira vez chegou à segunda fase da classificação (que agrupa os 12 pilotos mais rápidos), encerrando a sessão com o quinto tempo. Parte neste domingo (SPTV5, 13h) da segunda linha da grelha que partilha com o lendário Valentino Rossi. A pole position voltou a pertencer ao francês Fabio Quartararo, com uma diferença de 0,337s para o português.

A pandemia do coronavírus obrigou a alterações drásticas no calendário da MotoGP de 2020. As corridas foram concentradas num número reduzido de países, com quatro circuitos a receberem duas provas consecutivas para diminuir as deslocações e os riscos de contágio. É o caso da pista espanhola de Jerez. A temporada arrancou aqui no domingo passado, com o Grande Prémio (GP) de Espanha e volta hoje a receber a segunda prova do ano, agora com a designação de GP da Andaluzia.

O mesmo cenário em poucos dias, mas com alterações profundas nos desempenhos de Miguel Oliveira nas qualificações. Na semana passada, conseguira apenas o 17.º melhor tempo (acabando por partir da 15.ª posição da grelha, face à desistência de dois adversários), mas galgou ontem dez lugares no alinhamento. Foi também a primeira vez do português, de 25 anos, na segunda fase da qualificação, depois de ter liderado a primeira sessão oficial.

“Foi uma qualificação positiva. Desde logo porque é a nossa melhor posição inicial e é algo que queríamos melhorar desde o fim-de-semana passado”, concordou Oliveira no final da classificação. Um quinto lugar na grelha que lhe abre perspectivas para melhorar o desempenho também na corrida.

“Sabemos que em ritmo de corrida, mais ou menos, estamos muito próximo dos pilotos de topo, e já estando um bocadinho mais à frente na grelha, permite-nos ambicionar um resultado melhor”, admitiu.

Fora da corrida estará o campeão mundial Marc Márquez. Após uma queda aparatosa na primeira prova que o obrigou a uma cirurgia ao braço direito, na terça-feira, o espanhol ainda regressou a Jerez para tentar disputar o GP andaluz. Extraordinariamente participou nos treinos livres deste sábado, mas já não alinhou na qualificação oficial.

“Não vamos correr mais riscos. O Marc não vai correr amanhã”, esclareceu Alberto Puig, responsável da equipa oficial da Honda.

Fonte: Público

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker