Actualidade

António Costa e Eduardo Cabrita manifestam pesar pela morte de bombeiro em Leiria

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, e o primeiro-ministro, António Costa, manifestaram pesar pela morte do bombeiro Filipe Pedrosa, sábado, durante as operações de rescaldo de um incêndio em Leiria.

O primeiro-ministro manifestou hoje a sua “profunda consternação” e enviou condolências em nome do Governo pela morte de um bombeiro voluntário de Leiria, no sábado, quando participava nas operações de rescaldo de um incêndio na freguesia de Arrabal.

“Foi com profunda consternação que tomei conhecimento do falecimento de Filipe Pedrosa, bombeiro voluntário da corporação de Leiria, vítima de doença súbita, que cumpria a sua missão nas operações de rescaldo e vigilância de um incêndio em Arrabal, Leiria”, refere António Costa, numa nota de pesar do gabinete do primeiro-ministro e divulgada também na sua conta oficial na rede social Twitter.

“Uma fatalidade que nos entristece”, acrescenta o chefe do Governo, enviando à família e amigos, bem como à corporação dos bombeiros voluntários de Leiria, os seus sentimentos e de todo o Governo.

O hospital confirmou o óbito no sábado do bombeiro, que tinha 34 anos.

“Foi com um sentimento de profunda consternação que recebi a notícia do falecimento do bombeiro Filipe Pedrosa, do Corpo de Bombeiros Voluntários de Leiria, vítima de doença súbita, durante as operações de vigilância ao incêndio que esta tarde deflagrou em Leiria”, escreveu Eduardo Cabrita numa nota enviada à Comunicação Social.

O governante endereça os seus “sentidos pêsames à família, amigos e ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Leiria”.

“Neste momento de pesar para todos os portugueses relembro, com gratidão, a forma sempre generosa e abnegada com que os bombeiros do nosso país integram este esforço nacional da defesa da floresta contra incêndios”, sublinha Eduardo Cabrita.

O bombeiro de Leiria morreu no sábado no hospital da cidade após ter entrado em paragem cardiorrespiratória quando participava nas operações de rescaldo de um incêndio na freguesia de Arrabal.

A informação foi dada à agência Lusa pelo comandante Pedro Araújo, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC).

O responsável explicou que o bombeiro, dos voluntários de Leiria, da secção de Monte Redondo, estava nas operações de rescaldo do incêndio que na sexta-feira deflagrou na freguesia de Arrabal, concelho de Leiria.

Pedro Araújo disse que o bombeiro estava nas operações de rescaldo, na “linha da frente” e que se “sentiu mal” e ficou inconsciente, tendo entrado em paragem cardiorrespiratória.

Foi levado para o hospital já em “manobras de reanimação”.

Fonte: MadreMedia

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker