DesportoOpinião

Opinião de José Carlos Freitas: Faltou boa assessoria de imprensa a Bruno Lage

É convicção de muitos jornalistas desportivos que o treinador dos encarnados Bruno Lage esteve desamparado do ponto de vista comunicacional. Ou seja, desde o primeiro momento que ele devia ter o apoio de bons assessores de imprensa para saber lidar com os jornalistas. O camarada e comentador da SIC, José Carlos Freitas, explica isso muito bem e em poucos parágrafos.

ASSESSORIA DE IMPRENSA

O que se passou nas últimas semanas com Bruno Lage confirmou aquilo que penso há algum tempo – ao contrário do que parece, há clubes que não têm uma verdadeira assessoria de imprensa.

A derrota por 3 – 0 frente ao Marítimo levou o treinador Bruno Lage a apresentar a sua demissão
Foto: D.R

Preparar o treinador para as perguntas difíceis, “treiná-lo” nas respostas, no que deve ou não dizer, inclusive nos silêncios que por vezes valem mesmo ouro, é algo que a maioria dos treinadores não encontra nos chamados diretores de comunicação.

Explico: um treinador tem como prioridade preparar a sua equipa, enquanto os jornalistas têm como prioridade buscar explicações para as coisas que correm mal no trabalho do treinador.

Um treinador sob pressão (e com pouca experiência) precisa de apoio, não pode ser abandonado à sua sorte e àquilo que, sob pressão, diz e logo depois de arrepende de ter dito. Também aí as coisas não correram bem para Bruno Lage.

José Carlos Freitas | Comentador Desportivo da SIC

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker