ActualidadeDesportoOpinião

Opinião – “Pega de Caras”: Bruno Lage é o único responsável pela derrota do Benfica

Depois de perder o jogo frente ao Santa Clara, no Estádio da Luz, na 28.ª jornada do campeonato nacional, o treinador dos encarnados, Bruno Lage, numa conferência de imprensa, foi questionado pelos jornalistas sobre o seu futuro no Benfica e não gostou. Como se a culpa de a sua equipa ter perdido fosse dos jornalistas.

Bruno Lage “disparou” contra os jornalistas na conferência de imprensa após a derrota (3-4) frente ao Santa Clara, na jornada 28 do campeonato. O treinador das águias voltou a ser questionado sobre a possibilidade de ter o lugar em risco e não gostou.

Os jornalistas presentes no Estádio da Luz não devem ser culpabilizados pelos maus resultados do Benfica
Foto: Gerardo Santos/D.R

O treinador dos encarnados não esteve com meias medidas e demonstrou realmente que aquela imagem de treinador pacífico é só uma aparência. Basta ter em conta esta declaração:

“Vocês estão muito preocupados com o meu lugar, desde o jogo contra o FC Porto. Após os dois primeiros jogos, houve sempre uma preocupação com o meu lugar. Até me perguntaram qual era o meu ordenado”.

Mas Bruno Lage não se ficou apenas por aqui e foi mais longe no seu discurso de mau perdedor:

“Às vezes não sei quem andam a tentar promover para entrar no meu lugar. Às vezes questiono quem vos paga almoços, jantares ou viagens. O lugar não é meu, é do Benfica”.

Em vez de lançar para o ar acusações tão graves como estas, porque é que Bruno Lage não assume de uma vez por todas os maus resultados que têm sido alcançados pelo Benfica e não põe o seu lugar à disposição. Assuma as responsabilidades de treinador.

E já agora também lhe ficava bem dizer os nomes dos jornalistas que andam a “papar” almoços, jantares e viagens de outros clubes adversários do Benfica. Era bom saber isso.

Enquanto jornalista profissional e depois de ter desempenhado as funções de repórter desportivo mais de 12 anos, fiquei desapontado com os camaradas que estavam presentes na conferência de imprensa no Estádio da Luz. Não houve ninguém com coragem de enfrentar Bruno Lage, pedindo que avançasse com os nomes dos papões de almoços, jantares e viagens paradisíacas. Ou seja, pegar o Bruno Lage de frente. Sem medos nem receios.

Ai se fosse há uns anos atrás. Tenho a certeza que Bruno Lage tinha que enfrentar alguns camaradas nessa conferência de imprensa. Não tenho dúvidas disso.

E deixo aqui uma recomendação aos meus camaradas de profissão: devem recusar almoços, jantares e presentes de qualquer dirigente político ou desportivo.

Agora só espero que o Sindicato dos Jornalistas, através do seu Conselho Deontológico, a Entidade Reguladora para a Comunicação (ERC), Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e outros órgãos reguladores analisem este caso e não passem a vida a assobiar para o lado.

Começa a ser tempo de os treinadores de futebol, políticos, autarcas e governantes começarem a ser punidos pelos ataques que fazem aos jornalistas. Como se estes profissionais fossem culpados pelas derrotas e as asneiras que eles cometem no exercício das suas funções.

Quanto a Bruno Lage, vão ser os próprios adeptos do Benfica e os dirigentes que vão tratar do seu futuro como treinador. Disso eu não tenho dúvidas.

José Peixe – Jornalista C.P 552A | Editor do “RibatejoNews”

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close