Ribatejo

Ambiente: o que se passa com a Ecolezíria?

Há algumas semanas que no Largo 29 de Agosto, na Glória do Ribatejo, que o contentor de vidro está saturado. As pessoas continuam a deixar os vidros no chão. Pedem-lhes para fazer reciclagem e é o que fazem. Mas o que se passa na Ecolezíria que recebe as queixas e não resolve este problema ambiental. Quem é que assume o que nos mostram estas duas imagens?

De que serve ter uma empresa intermunicipal para tratamento de resíduos sólidos?

Esta imagem reflecte bem como é que está a funcionar a Ecolezíria
Foto: J.P/D.R

A Ecolezíria – Empresa Intermunicipal para o tratamento de resíduos sólidos, EIM, é a empresa responsável pela gestão, tratamento e valorização dos resíduos sólidos urbanos produzidos em 6 Municípios: Almeirim, Alpiarça, Benavente, Cartaxo, Coruche e Salvaterra de Magos.

Estes municípios representam 126.662 habitantes, uma área geográfica de 2.356 km2 e uma produção estimada de resíduos de 55.000 toneladas/ano.

A gestão de resíduos é efectuada em várias infra-estruturas: Centro de Tratamento de Resíduos Sólidos Urbanos de Raposa, Estação de Transferência de Salvaterra de Magos, Estação de Transferência de Coruche e Ecocentro do Cartaxo.

A Ecolezíria procura de forma sustentada em termos ambientais e económicos, efectuar a gestão dos resíduos em sintonia com os municípios associados.

José Peixe – Jornalista e Editor do RibatejoNews

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close