CiênciaMundo

Menino Super Dotado: Os pais queriam que ele acabasse a licenciatura aos nove anos

Os pais queriam que ele acabasse a licenciatura aos nove anos. Como a universidade não deixou, o prodígio Laurent Simons vai dar uma pausa nos estudos.

Laurent Simons, o menino prodígio de nove anos que estudava engenharia eletrónica na Universidade de Tecnologia de Eindhoven, na Holanda, suspendeu os estudos devido a divergências com a instituição de ensino sobre o ritmo do trabalho académico.

Laurent Simons é um menino prodígio belga. Com apenas nove anos estava a estudar engenharia eletrónica na Universidade de Tecnologia de Eindhoven e foi notícia em novembro deste ano. O plano de estudos estava orientado para que concluísse a licenciatura em dezembro deste ano, mas uma divergência entre pais e instituição académica levou à suspensão dos seus estudos.

O pai do menino belga “reiterou o seu desejo explícito de que o filho se formasse aos nove anos de idade”, o que significa que Laurent deveria concluir um curso de três anos em dez meses, informou a universidade holandesa.

“Ele é um miúdo com um talento sem precedentes, cujo ritmo de estudo é excepcional. No entanto, a universidade não considera que esta data de conclusão seja atingível, dado o número de exames que Laurent deveria ter realizado antes do seu décimo aniversário, a 26 de dezembro”, explicou a instituição ao abordar a divergência com os pais de Laurent em relação à data de conclusão do curso.

A universidade disse ainda que apresentou aos pais de Laurent um calendário que permitiria ao menino terminar os estudos em meados de 2020, o que em qualquer caso “seria um calendário extremamente rápido”.

“Os pais decidiram não aceitar este programa e interromper os estudos de Laurent na universidade, o que lamentamos”, salientou a universidade.

Filho e pai belga e mãe holandesa, o menino entrou na escola primária aos quatro anos de idade. Cinco anos depois, estava na faculdade. Laurent já recebeu duas ofertas de bolsas de universidades estrangeiras, mas não descarta tirar um ano sabático, revelou o pai do menino à AFP.

Quando lhe perguntam o que quer ser quando for grande, o pequeno já parece ter tudo resolvido: quer desenvolver órgãos artificiais.

Os pais, Lydia e Alexander Simons, até pensaram que os avós estavam a exagerar quando lhes disseram que o pequeno tinha um dom, mas Laurent é de facto uma criança extraordinária. “Ele é como uma esponja”, diziam os professores ao casal.

E o que é que Laurent gosta de fazer quando não está a estudar? Brincar com Sammy, o seu cão, e estar ao telemóvel… Tal qual tantas outras crianças da sua idade.

Fonte: MadreMedia

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close