Opinião

Opinião “Sem Filtro”: Literatura derrotou o presidente Hélder Esménio

LITERATURA DERROTOU O PRESIDENTE HELDER ESMÉNIO

Depois de um intenso combate travado entre a brava LITERATURA e o presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Helder Esménio e, por arrasto, o seu pião de brega, a vereadora da educação e cultura, Helena Neves, ambos foram derrotados pela LITERATURA.

A desaposta na cultura, em particular na literatura, tem sido um cavalo de batalha da nobre LITERATURA que não tem dado descanso aos autarcas. É verdade que não tem sido o único nesta dura luta em prol dos mais altos interesses culturais para o concelho e suas gentes. Muitas vozes no concelho se têm levantado e acompanhado a onda de indignação face ao facto de Helder Esménio ser conhecido pelo presidente das festas, e pouco mais.

Na opinião do jornalista Mário Gonçalves, a literatura derrotou o presidente Esménio
Foto: José Peixe/D.R

Vejam no final do ‘post’ a nota de imprensa lançada pela Câmara Municipal de Salvaterra de Magos que mais parece uma crónica cultural de Fernão Lopes. Um autêntico tributo à cultura e à literatura nunca visto em Salvaterra de Magos.

Se passarmos um filtro bem atento pelas redes sociais, facilmente se percebe que em defesa de Helder Esménio surgem aqueles que estão sob a sua alçada, sob a sua mordaça ou todos aqueles que ainda sonham com algum poleiro junto do soberano absolutista. Vive sem oposição, é um rei com a vantagem de ter o rei na barriga. Só não estava à espera da LITERATURA, que cresce todos os dias e lhe faz frente sem medo.
Helder Esménio perdeu esta batalha. Há outras, é verdade. Mas, a LITERATURA lá estará.

Helder Esménio já teve de ir buscar as louças que alegadamente deu de forma ilegal com o dinheiro de todos nós à associação da Glória do Ribatejo e mandar cortar o pasto em risco de incêndio junto à Raret.
Veremos se não se vai ajoelhar, uma vez mais, aos pés da LITERATURA.

Parabéns, presidente por esta iniciativa cultural

Mário Gonçalves – Jornalista
________________
NOTA DE IMPRENSA DA CÂMARA MUNICIPAL:

6ª edição das Jornadas de Cultura decorre de 13 a 29 de setembro no Concelho de Salvaterra de Magos

A Câmara Municipal de Salvaterra de Magos organiza de 13 a 29 de setembro a 6ª edição das Jornadas de Cultura com o objetivo de dar a conhecer a história e a identidade do concelho através da dinamização de um vasto conjunto de atividades de índole cultural.

Música barroca, exposições, noite de fados, visita aos Concheiros de Muge, Mundus Glória Fest, publicação de livro infantil e da Revista Magos, lançamento do livro “O Marquês que desafiou a Morte”, reedição do livro “O Falar da Glória do Ribatejo” são algumas das iniciativas programadas.

A música irá abrir esta 6ª edição, no dia 13 de setembro (sexta-feira), na Igreja Matriz de Salvaterra de Magos (21h), com a presença da violinista Natália Juskiewicz acompanhada por Rodolfo Godinho (guitarra portuguesa) e Eduardo Lemos (viola de fado), Patrícia Modesto (Soprano), Joana Diniz da Fonseca (Mezzo Soprano), Augusto Bachera (guitarra clássica).

Também nessa noite será apresentado o livro “O Marquês que Desafiou a Morte” de Fernando de Almeida e Vasconcellos, um romance histórico que decorre no século XIX, abordando a forma como se encarava a política em Portugal nesse período e dando especial enfoque à vivência da família real em Salvaterra de Magos.

A Falcoaria Real volta a ser palco do lançamento do sexto livro infantojuvenil editado pela Câmara Municipal. “Niki e Vicky – Assalto em Salvaterra” da autoria de Thereza Ameal com ilustrações de Miguel Cardoso, será apresentado no sábado, 14 de setembro, pelas 16h. O livro é de distribuição gratuita a todas as crianças presentes, no entanto a autarquia imprime todos os anos um cariz solidário à iniciativa, sugerindo que o mesmo possa ser trocado por uma embalagem de cereais que será depois distribuída através do projeto municipal “Loja Social”.

Na Galeria de Exposições da Falcoaria Real será inaugurada, também no sábado (16h), “TIRÉE PAR … A Rainha Dona Amélia e a fotografia”, uma exposição que teve como fonte principal a coleção de fotografia do Museu-Biblioteca da Casa de Bragança e a coleção do Palácio Nacional da Ajuda, com o objetivo de celebrar os 150 anos do nascimento da Rainha D. Amélia (2015). Será também uma forma de assinalar os 115 anos da inauguração da Ponte Rainha D. Amélia, que une os concelhos de Salvaterra de Magos e do Cartaxo.

À noite (21h), o fado volta a marcar presença no pátio exterior da Falcoaria Real, com a presença de Buba Espinho e Beatriz Felício, acompanhados pelos músicos Bernardo Romão e Bernardo Saldanha, com a presença do saxofonista Ricardo Viegas. Haverá também uma homenagem, por parte da Câmara Municipal, ao fadista natural de Salvaterra de Magos, João António Travessa.

Ainda na Falcoaria Real terá lugar um Curso de Iniciação à Falcoaria no dia 15 de setembro, a partir das 9h, numa organização da Associação Portuguesa de Falcoaria.

Na Glória do Ribatejo, irá decorrer nos dias 19, 20 e 21 de setembro, o “Mundus Glória Fest” numa organização da Associação do Rancho Folclórico da Casa do Povo de Glória do Ribatejo com a parceria da Câmara Municipal, juntando música tradicional e contemporânea, sons africanos, poesia, gastronomia, entre outros.

A mulher gloriana vai estar em destaque até final do ano
Foto: José Peixe/D.R

Assim, no dia 19 (quinta-feira), pelas 21h30, terá lugar o colóquio “Jornadas Culturais – Bordados glorianos (Candidatura a Património Cultural Imaterial), Cultura e Território”, na Casa do Povo da Glória do Ribatejo.
O dia 20 de setembro (sexta-feira) vai juntar, no espaço verde do ringue desportivo da freguesia, Canto pelo Rancho Folclórico da Casa do Povo de Glória do Ribatejo (22h), grupo de bombos do Rancho Folclórico de Silvares (22h15), a guitarra portuguesa de Mestre António Chaínho (22h30), pop-rock com a Banda Épikos (23h20), Cante Alentejano pelo Grupo Coral Bafos de Baco (00h) e António Manuel Ribeiro+trio (00h15).

No dia 21 de setembro (sábado) destaque para a atuação da Banda Sinfónica do Exército (17h) e da Banda Filarmónica da Sociedade Musical Fraternidade Operária Grandolense (18h). À noite, há Canto pelo Rancho Folclórico da Casa do Povo de Glória do Ribatejo (22h), cantares polifónicos com as Cantadeiras do Vale do Neiva (22h15), o DJ e declamador Rui Oliveira (22h30), inovação sobre a música tradicional portuguesa com o grupo Tanto Mar (23h) e ritmos cabo verdianos com Elida Almeida (00h).

Na freguesia de Muge, também nesse sábado, a Câmara Municipal vai promover a apresentação do projeto “Muge Portal – Concheiros de Muge: Um novo portal para os últimos caçadores-recolectores do vale do Tejo” (10h), com a presença de Célia Gonçalves, arqueóloga da Universidade do Algarve que tem, nos últimos anos, integrado a equipa que se encontra a efetuar escavações nos Concheiros. A esta atividade segue-se uma visita às escavações arqueológicas do Concheiro do Cabeço da Amoreira, aberta à população, com concentração na Casa do Povo de Muge e a disponibilização de transporte por parte da Câmara Municipal.

A Câmara Municipal vai também apostar na reedição do livro “O Falar da Glória do Ribatejo”, de Idalina Serrão Garcia, numa parceria com a União das Freguesias de Glória do Ribatejo e Granho e no lançamento da sexta edição da Revista MAGOS, este ano dedicada à importância das Festas em Honra de Nossa Senhora da Glória, festividades cuja génese remonta ao século XIV, testemunho vivo da tipicidade da cultura gloriana. Haverá ainda homenagem e exposição “Ti Margarida – Uma Mulher Gloriana”. As iniciativas decorrem no dia 29 de setembro (domingo), a partir das 15h30, na Casa do Povo de Glória do Ribatejo.

No Edifício do Cais da Vala, em Salvaterra de Magos, ficará patente de 23 de setembro a 31 de outubro a exposição do “IV Prémio Infante D. Luís às Artes” – Escultura.

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close