Notícias Breves

Almeirim: retirar resíduos dos aterros exige mudança de comportamentos

Todos falamos da necessidade de proteger o ambiente.

Todos falamos que é necessário reciclar mais e retirar resíduos dos aterros.

No entanto muitos de nós temos sempre uma “desculpa”, ou porque os ecopontos estão longe ou porque não têm recipientes para separar os resíduos, etc.

O Concelho de Almeirim produz mil toneladas de lixo por mês, ou seja entre 30 a 35 toneladas de lixo por dia.
Muito desse lixo pode e deve ser reciclado ou valorizado e não seguir para aterro.

Segundo dados nacionais, do lixo que deitamos fora, cerca de 40% é material orgânico, sobretudo restos de comida que se decompõem com facilidade e podem depois servir como composto.

Estes 40% representam cerca de 400 toneladas por mês só no nosso concelho, ou seja cerca de cinco mil toneladas por ano.

É por isso tempo de se encontrar uma solução e como em tudo na vida, a vontade manda muito.

Nós temos essa vontade, a Ecoleziria, uma empresa inter-municipal só composta por Câmaras Municipais tem essa vontade e a Associação Ambientalista Zero também.

E para acabarmos com as “desculpas” dos recipientes, da distância, etc., a Ecoleziria vai fazer a recolha porta-a-porta em dias e horas a programar, do papel/cartão, das embalagens e de resíduos orgânicos.

Para isso vão distribuir sacos e um recipiente próprio para “os restos de comida” (orgânicos).

Num mundo em profunda mudança ambiental este é o tempo de mudar hábitos sob pena de os nossos filhos e netos não terem planeta para viver.

Não se trata de acções para o futuro. Esse futuro é hoje e é hoje que temos de mudar os nossos hábitos.

Se tiverem dúvidas venha a esta sessão, mas também nos pode contactar pelo email geral@cm-almeirim.pt ou pelo 243 594 106 ou então através do meu atendimento às 3ª e 6ª feira de manhã. Não é necessário marcação e o atendimento é feito por ordem de chegada.

Por fim um último argumento, a recolha e deposição de resíduos, nos Municípios da Ecoleziria custa muitos milhões de euros por ano. A sua redução implica que também os munícipes possam pagar menos no futuro.
Nós estamos a fazer a nossa parte. Mas no fim a decisão é sua.

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close