Ribatejo

Santarém: 19 Bombeiros do Ribatejo vão ajudar em Moçambique

O Governo Português, através da Autoridade Nacional de Protecção Civil (ANPC), enviou hoje, dia 21 de Março, para Moçambique, uma equipa avançada de peritos multidisciplinares que integra elementos de Comando da ANPC, da Força Especial de Bombeiros, da Guarda Nacional Republicana (UEPS – Unidade de Emergência de Protecção e Socorro e binómios de busca e socorro), do INEM e da EDP.
Esta equipa vai participar nas operações de socorro na sequência do ciclone Idai que afectou este país. A missão, coordenada pela ANPC, segue a bordo de um avião C-130 da Força Aérea Portuguesa que partiu do AT 1 (Aeroporto Militar de Figo Maduro) esta noite, pelas 22 horas.
Portugal disponibiliza também um conjunto de materiais destinados a apoiar as populações afectadas (kits alimentares, kits de higiene e esteiras). A bordo do C130 seguem, ainda, equipamentos de apoio logístico à missão portuguesa, mas também de apoio à missão consular do Ministério dos Negócios Estrangeiros e de apoio ao Instituto Nacional de Medicina Legal e Ciências Forenses.

A ajuda humanitária, que decorre do pedido de assistência internacional formulado pelas autoridades Moçambicanas via Mecanismo de Protecção Civil da União Europeia, enquadra-se no auxílio externo que Portugal tem vindo a prestar no âmbito do esforço internacional de ajuda Moçambique.

Encontra-se em aprontamento uma segunda equipa multidisciplinar alargada que integra elementos da Força Especial de Bombeiros, da Guarda Nacional Republicana e Bombeiros de corporações do distrito de Santarém, além de diverso material de apoio a emergências, que previsivelmente partirá amanhã, dia 22 de Março, para Moçambique.

Esta ajuda dos bombeiros vai ser fundamental para encontrar centenas de pessoas que foram arrastadas pelas forte correntes de água
Foto: D.R
Foto: D.R
Dezanove bombeiros de oito corporações do distrito de Santarém vão partir esta amanhã, 22 de Março, para ajudar nas operações de busca e salvamento em Moçambique, pais afectado nos últimos dias pelo ciclone Idai, que já provocou perto de 250 mortos e mais de 400 mil desalojados.
O Comandante Distrital de Operações de Socorro de Santarém. Mário Silvestre fez questão de explicar que esta força está inserida dentro do apoio humanitário que Portugal vai enviar para Moçambique e será constituída por elementos de várias corporações, sobretudo de concelhos ribeirinhos, mais habituados e lidar com este tipo de situações. Daí que que os bombeiros ribatejanos levem com eles oito embarcações
Os 19 bombeiros, vão concentrar-se amanhã de manhã no Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, situado em Almeirim. Depois, seguirão em coluna até ao aeroporto de Figo Maduro, em Lisboa, onde se vão juntar à restante força nacional que segue para Moçambique.
Mais uma vez o distrito de Santarém vai dar um abraço e ajuda a Moçambique. Elementos dos Bombeiros de Abrantes, de Alpiarça, Cartaxo, Vila Nova da Barquinha, Benavente, Pernes, Tomar e Santarém vão estar presentes no terreno para ajudar o povo imão.
Na próxima segunda feira, sairá um avião da TAP fretado pela Cruz Vermelha Portuguesa para Maputo com 30 toneladas de alimentos, água, medicamentos e outros bens de primeira necessidade.
Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close