Mundo

Merkel declarou solidariedade com Junker, visado por campanha de governo húngaro

Merkel declarou solidariedade com Junker, visado por campanha de governo húngaro.

A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou a sua “total solidariedade” com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, acusado pelo governo húngaro de colaborar num plano para trazer milhões de refugiados para a Europa.

O governo húngaro lançou esta semana uma campanha em que acusa o presidente da Comissão Europeia e o filantropo milionário George Soros (de origem húngara) de facilitarem a imigração e de imporem a partilha de refugiados entre os 28 países membros da União Europeia (UE).

“Apoio plenamente (Juncker) e direi isso mesmo de forma clara nas conversas com o governo húngaro”, disse hoje Angela Merkel, numa conferência de Imprensa, em Berlim, onde repudiou a campanha do governo liderado por Viktor Orbán.

Não é a primeira vez que o governo de Orbán lança uma campanha deste tipo contra a UE ou contra Soros, com acusações de interferência abusiva em matérias relacionadas com imigração, mas sem fornecer provas concretas desses abusos.

O governo húngaro reitera que Soros, em conluio com o presidente da Comissão Europeia, tem desenhado planos para trazer milhões de refugiados para a Europa, ainda em colaboração com as Nações Unidas.

Na terça-feira, o governo de Vikton Orbán lançou nova campanha nos média em que repete as acusações contra Junker e Soros, perguntando: “Você também tem direito a saber o que Bruxelas está a preparar”.

Jean-Claude Junker já reagiu, dizendo que Orbán não tem lugar no Partido Popular Europeu e remetendo as acusações para o plano de políticas radicais xenófobas.

Fonte: Agência Lusa RJP // ANP

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close

Adblock Detected

Please consider supporting us by disabling your ad blocker