EconomiaRibatejo

Polónia é o maior mercado de investimento para Portugal

Estudo da NERSANT “ensina” a exportar

Polónia é o maior mercado de investimento para Portugal na Europa Central e do Leste

A Polónia é o maior mercado de investimento para Portugal na Europa Central e do Leste. As exportações para o país têm vindo a crescer ao longo dos anos, o que denota o potencial do mercado para as empresas portuguesas. As conclusões são de um estudo elaborado pela NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, e que está disponível de forma gratuita para as empresas portuguesas.

Actualmente a Polónia é um dos principais captadores de investimento direto estrangeiro, o que contribui muito para a sua posição de destaque entre as economias europeias e mundiais. O país é hoje um investimento muito atractivo para os investidores estrangeiros, devido à dimensão do seu mercado interno, boas perspetivas de desenvolvimento económico e ao seu mercado de trabalho competitivo com baixos custos de trabalho.

Esta oportunidade não tem sido esquecida por Portugal. De facto, com um mercado com cerca de 40 milhões de consumidores e uma taxa de crescimento acima de 2%, a Polónia é um país que oferece inúmeras possibilidades de negócio e investimento para as empresas portuguesas. O país é mesmo o maior mercado de investimento para Portugal na Europa Central e do Leste. “Segundo os dados do Banco de Portugal, até ao final de 2013 as empresas portuguesas investiram na Polónia cerca de 153,5 milhões de euros (um aumento de 18,5% relativamente a 2012)”, começou por referir o estudo da NERSANT, acrescentando que “as exportações portuguesas de bens para o país, entre 2012 e 2016, têm uma taxa média anual de crescimento de 9,4%, enquanto as importações tiveram um crescimento médio anual de 16%”.

No ranking de produtos exportados para a Polónia, destaque para “as máquinas e aparelhos, na 1ª posição (23,4%), seguindo-se os produtos agrícolas (12,9%), as pastas celulósicas e papel (12%), os veículos e outro material de transporte (9,5%) e os plásticos e borracha (8,2%)”.

Para além das informações sobre o mercado da Polónia (caracterização socioeconómica, relações económicas e comerciais com Portugal, comércio internacional e carácter fiscal da Polónia), o documento aponta ainda caminhos para exportar para este país, nomeadamente documentação necessária, regimes aduaneiros, principais custos associados à exportação, certificações e vistorias necessárias, requisitos de embalagem e rotulagem, principais custos associados às exportações e, por fim, regime pautal do país.

O estudo referente ao mercado polaco – também disponível para mercados como Austrália, Canadá, Chile, Colômbia, Gana, Marrocos, México, Moçambique e Turquia, integra o conjunto de actividades do projecto Export Intelligence – Promoção da internacionalização da região, financiado pelo COMPETE 2020 no âmbito do SIAC, que tem por objetivo o levantamento dos principais procedimentos (e eventuais barreiras) de acesso a mercados, para facilitação do acesso das empresas da região, dando-lhes ferramentas de prévia análise e preparação antes de se abordarem esses novos mercados. Todos os estudos estão disponíveis no portal www.exportribatejo.com.

Fonte: NERSANT

Mostrar mais

Related Articles

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Back to top button
Close
Close